Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

Os Jurunas (Yuruna, Yudjá)

Os Jurunas tem como tronco linguístico o Tupi da família Tupi-Juruna, se localizam ao norte do Parque Indígena do Xingu, bem como junto ao baixo Rio Xingu, no Pará, num local denominado Terra Indígena Pequiçamba. Conhecidos como Jurunas, cujo significado “Bocas Pretas” é devido à pintura preta que descia do alto da cabeça até em volta da boca. No meado do século XIX, tinha uma população de mais de 2.000 pessoas, hoje são aproximadamente 390 pessoas (dados Unifesp/2012), vivendo em seis aldeias: Tubatuba, Pakisamba, Pakaya, Paroreda, Pequizal e Kamai.

Um Olhar Para o Passado Religioso de Cuiabá

Os visitantes do Museu de Arte Sacra de Mato Grosso podem visualizar, por meio dos acervos exposto, recortes da história religiosa de Cuiabá. A mais de 130 anos o prédio do Seminário da Conceição (1882), vem desempenhando diferentes papéis, primeiro como instituição de ensino eclesiástico, sendo o primeiro estabelecimento de ensino secundário da província, como enfermaria durante a epidemia de varíola em 1867, doença que se alastrou entre a população com a volta para casa dos soldados ao término da Guerra do Paraguai.

Exposição "Yudjá - Os Donos do Rio" de 15 de setembro a 25 de outubro de 2015

O Museu de Arte Sacra, quebrando paradigmas, recebe de braços abertos a exposição “Yudjá – Os Donos do Rio”. 

CAFÉ FILOSÓFICO

O Café Filosófico é um espaço desenvolvido para a socialização, onde todos podem participar independentemente de sua bagagem filosófica. Venha discutir ideias abertamente e em grupo sobre temas do universo filosófico, político, social e religioso, em um contexto no qual não há professores ou palestrantes, mas apenas um encontro entre a comunidade científica e a sociedade civil.