quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Novas Exposições no Museu de Arte Sacra de Mato Grosso

A nova exposição no Museu de Arte Sacra de Mato Grosso – MAS/MT, abarcando três assuntos, foi aberta hoje às 8h30 em homenagem à Rádio Difusora Bom Jesus de Cuiabá, Seminário Nossa Senhora da Conceição e Igreja de Nossa Senhora do Bom Despacho. O evento contou com a participação de Dom Bonifácio Piccinini – arcebispo emérito de Cuiabá, padre Alessandro dos Santos Barros, coordenador da Rádio Difusora Bom Jesus de Cuiabá, Sr. Aníbal Alencastro – historiador, Maria José Couto, coordenadora de Patrimônio da Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso e da curadora das exposições, Viviene Lozi.


Durante a comemoração dos 55 anos da Rádio Difusora Bom Jesus de Cuiabá, o MAS-MT realiza a abertura de mais uma exposição de longa duração. Essa mostra conta com histórico, fotos, vídeos e objetos da rádio que foram doados ao museu pelo padre Alessandro, Sr. Aníbal Alencastro e pelas irmãs. Na exposição há aparelhos e mesa de reprodução de som, tocadores de fita-cassete, vitrolas, discos de vinil, placas de “NO AR” e fotografias antigas referentes à história da rádio.

Segundo Dom Bonifácio, a exposição ficou muito bem organizada e a disposição dos objetos os deixou compreensíveis, assim, a população terá condições de ver um pouco dessa história e do trabalho de evangelização e comunicação desenvolvido pela Rádio Difusora durante seus 55 anos de existência.

A diretora do Museu, Srª. Tulasi Santos, acrescenta que o visitante também terá acesso à exposição que fala da história do prédio do Seminário Nossa Senhora da Conceição, datado de 1858, idealizado pelo bispo Dom José Antônio dos Reis, com sua arquitetura eclética apresentada nas janelas, portas e paredes, feitas de taipa de pilão e adobe. Levou cerca de 30 anos para ser finalizado, foi a primeira escola secundária da província e ao longo dos anos serviu de enfermaria para os doentes de varíola no ano de 1867; como quartel-general, em 1906, das forças defensoras da situação, na luta deflagrada entre os partidos políticos, residência do arcebispo Dom Aquino Corrêa durante 34 anos, sendo sede do jornal “A Cruz” e do Instituto Histórico e Centro de Letras.

Atualmente no local funciona o Museu de Arte Sacra de Mato Grosso, sob contrato de gestão entre a Associação Casa de Guimarães e a Secretaria de Estado de Cultura. Essa exposição conta com fotografias, histórico e cronologia de ocupação do prédio, além de objetos como uma carteira escolar usada no seminário quando ele era escola.

Já quanto à parte da exposição que trata da Igreja Nossa Senhora do Bom Despacho, segundo a curadora Viviene Lozi, esta traz informações sobre o período de construção (início do século XX), para consolidar a presença franciscana na província. O projeto arquitetônico foi encomendado pelo frei Ambrósio Daydeê ao engenheiro francês Georges Mousnier. Seu estilo arquitetônico é o neogótico, com belos vitrais, tendo apenas uma porta de entrada na fachada e arcos ogivais. As obras demoraram a ser finalizadas, bem como as telhas e chapas para calha e canaletas encomendadas da Bélgica tiveram sua entrega atrasada. A construção, com reboco e pintura, foi finalizada em 1956. Da exposição constam objetos construtivos, a exemplo dos tijolinhos usados na construção que foram feitos à mão, em formato de meia-lua.

Segundo o padre Alessandro, a Rádio Difusora foi inaugurada como ZYX 25 – Rádio Difusora Bom Jesus de Cuiabá. Foi ao ar no dia 23 de agosto de 1959, com a finalidade de difundir mensagens de fé a todos os cidadãos do Estado de Mato Grosso, com base na formação cívica, moral, cultural e religiosa.

A rádio foi fundada pelo arcebispo diocesano Dom Orlando Chaves e sua primeira diretoria teve o mandato de 1970 a 1973. O primeiro presidente foi Dom Orlando Chaves e os diretores: Dr. Luis Phillipe Pereira Leite, Irmã Rosa Adélia Maluf e Dona Aurora Chaves de Vasconcelos. A partir dos anos 1990 a rádio passa a transmitir a programação da Rádio Canção Nova.

A exposição com os três assuntos referidos foi montada com o propósito de ser permanente e está na sala principal de entrada do Museu de Arte Sacra, fazendo parte do objetivo de informar o visitante sobre a história, a arquitetura, a memória e ocupações do prédio do Seminário Nossa Senhora da Conceição, da Igreja Nossa Senhora do Bom Despacho, da rádio e do museu, através de objetos, textos, fotografias e linguagem multimídia. “Quando o turista adentrar a sala, terá informações não só do museu mas de todo o complexo arquitetônico”, sintetiza Viviene Lozi.

O Museu de Arte Sacra de Mato Grosso tem seu horário de funcionamento de terça-feira a domingo das 9h às 17h. Agendamento para grupos com mais de 15 pessoas deve ser feito através do telefone (65) 3056-6285.

Nenhum comentário:

Postar um comentário