sexta-feira, 1 de novembro de 2013

MUSEU DE ARTE SACRA LANÇARÁ PUBLICAÇÃO E SITE EM DEZEMBRO DESTE ANO




O material de pesquisa intitulado “Guia de Pesquisa – Organização e Disponibilização do Acervo do Museu de Arte Sacra de Mato Grosso” já está pronto e impresso e será lançando em dezembro deste ano juntamente com o site do museu.


O projeto foi desenvolvido em parceria com o Fundo de Direitos Difusos do Ministério da Justiça, a organização social Ação Cultural e a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), através do Departamento de História - campus de Cuiabá, e a Secretaria de Estado de Cultura.

O trabalho foi desenvolvido em torno do inventário do acervo do MASMT, além de atividades que envolveram a ocupação do espaço museal. Foi prevista a execução de quatro ações contemplando o Mapeamento e Registro Documental; a Digitalização; a Educação Patrimonial e Material Didático (Catálogo e Site). Todos os trabalhos foram realizados no espaço do Museu de Arte Sacra, com o apoio de dez bolsistas de graduação do curso de História, coordenados pelos professores Dr. Leandro Duarte Rust e Dr. Cândido Moreira Rodrigues, ambos do Departamento de História, supervisionados pela Prof.ª Esp. Viviene Lozi Rodrigues, diretora do MASMT.

Segundo o professor Cândido Rodrigues, o projeto foi fundamental para os estagiários, que tiveram condições de aperfeiçoar o conhecimento, a informação e a cultura na prática, além do contato com a comunidade. Ele observa que com essa ação o Departamento de História “cumpre um dos seus papéis fundamentais, expressos no ensino, na pesquisa e na extensão universitária”. O MASMT funcionou e funciona como um espaço de extensão do processo pedagógico aos discentes do curso de História.

Segundo a Prof.ª  Viviene Lozi, foram digitalizados 11.102 documentos pertencentes a Dom Francisco de Aquino Corrêa. Já dos bens móveis integrados do acervo sacro remanescente da antiga Catedral Bom Jesus de Cuiabá, demolida em 14 de agosto de 1968, e da Igreja N. Sra. do Rosário e São Benedito foram fotografadas mais de 600 peças. Acrescenta a Prof.ª Viviene que todo esse material estará disponível para pesquisa online e consultas in loco no espaço do museu  via sistema próprio de consulta que ficará disponível para pesquisa e difusão de conhecimento a partir de dezembro.

O guia de pesquisa está dividido em três etapas, com a metodologia desenvolvida no processo de organização do Acervo Documental de Dom Francisco de Aquino Corrêa, a organização dos Bens Móveis e Integrados e as Atividades de Educação Patrimonial desenvolvidas com o intuito de gerar material educativo que tem o objetivo divulgar os resultados obtidos, conhecimentos e métodos de pesquisa.

Quem pretende conhecer o Museu poderá apreciar três exposições: a primeira, que está na recepção, contemplará diversos poemas de Fernando Pessoa, Caetano Veloso, Vinícius de Moraes, entre outros. A exposição descreve através da linguagem poética o patrimônio cultural, a exemplo das praças, a morada, o templo, o museu, os caminhos, entre outros locais. Assim evidencia a importância de se preservar.

Ao adentrar a segunda sala nos deparamos com uma maquete do complexo arquitetônico e uma exposição fotográfica intitulada Seminário Nossa Senhora da Conceição, que também conta, através de textos, a história da edificação de 1852, o lançamento da primeira pedra fundamental e suas ocupações de forma cronológica, destacando o ano de 1867, quando serviu de enfermaria para atender os enfermos vitimados pela epidemia de varíola que se alastrou por toda Cuiabá após o retorno de oficiais que estiveram em batalha durante a Guerra do Paraguai; o ano de 1906, quando foi transformado em quartel-general das Forças Defensoras da Situação, na luta deflagrada entre partidos políticos, e o ano de 1922, quando Dom Aquino Corrêa transferiu a residência episcopal para o prédio, onde residiu até a sua morte, sendo que nesse período o prédio abrigou ainda o jornal A Cruz, o Instituto Histórico, o Centro de Letras da Província e a Rádio Difusora Bom Jesus de Cuiabá. A exposição fotográfica conta com 25 imagens de Viviene Lozi e do fotógrafo Júlio Rocha que retratam as esquadrias (janelas e portas) da edificação e o retorno do acervo após a conclusão do restauro do prédio do Seminário em 2008.

Uma das exposições de longa duração permanece, sendo: “Ilustre Morador – Dom Francisco de Aquino Corrêa” que está montada no quarto onde era seu aposento. Nessa exposição foram acrescidas 25 fotografias que trazem momentos solenes de Dom Aquino nas décadas de 20, 30, 40 e 50. Entre as fotos destacamos sua posse na Academia Brasileira de Letras e ao lado de autoridades como Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon e os ex-presidentes Getúlio Vargas e Eurico Gaspar Dutra, no Palácio do Catete, Rio de Janeiro.

Já a exposição de longa duração “Antiga Catedral Senhor Bom Jesus de Cuiabá: uma Viagem ao Passado” permanece, mas acrescida de 20 reproduções fotográficas da Antiga Catedral, demolida em 1968. Destacam-se os desenhos da época colonial de 1720 e do Império, de 1770.

Além disso, foi montada, no final de um grande corredor, uma exposição alusiva à Igreja do Rosário e São Benedito que traz a história, fotos, imagens em madeira e objetos litúrgicos dos séculos XVII e XVIII que foram usados em celebrações.




CONTATOS
MUSEU DE ARTE SACRA

Quando?: Dezembro de 2013
Onde?: Museu de Arte Sacra de Mato Grosso
Horários: 13h às 19h de segunda à sexta – feira.
Agendamentos Pelo Tel.: 65 3028-6285
Agendamentos escolares: de Segunda a Sexta-feira das 8h às 12h e das 13h às 18h agendar com Tulasi ou Jaqueline.
E-mail:museuartesacramt@gmail.com
Imprensa: museu@acaocultural.org
Blog: museudeartesacramt.blogspot.com
Facebook: Museu De Arte Sacra De Mato Grosso

Endereço: Avenida Clovis Hugney - Complexo N. Srª. da Conceição, n°: 239-B, Bairro: Dom Aquino - Cuiabá- MT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário