sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Exposição Janeiro/ Fevereiro 2013

    No meses de janeiro e fevereiro as exposições "Imagens dos Séculos XVIII e XIX" e "Crucificação" terão continuidade. Além disso, o Museu de Arte Sacra está disponibilizando visitas ao altar neoclássico proveniente da Antiga Catedral Antiga Catedral do Senhor Bom Jesus de Cuiabá.


IMAGENS DO SÉCULO XVIII E XIX

    Nos dois primeiros meses de 2013, o Museu de Arte sacra de Mato Grosso – MASMT continua a expôr peças do seu acervo, imaginárias dos séculos XVIII e XIX de estilo barroco e rococó e neoclássico em diversas composições. Todas são provenientes da Antiga Catedral do Senhor Bom Jesus de Cuiabá que foi demolida em 14 de agosto de 1968.

    Um dos destaques da exposição é a imagem de Nossa Senhora da Piedade, pois trata-se de uma peça do século XVIII em estilo barroco talhada em madeira com pigmentação policromada.  A peça figura a imagem de uma mulher, no auge da vida adulta, trazendo junto a si a imagem de um homem em seus braços com o corpo repleto de chagas. A peça é a representação de Nossa Senhora da Piedade no momento em que tira seu sagrado filho do suplício do Calvário. Vale ressaltar que a imagem não se encontra com todos os seus blocos compositórios, como o que completa a cabeça do sagrado filho, bem como suas pernas. O que não compromete seu valor artístico que traz com sigo todo o requinte barroco de Cuiabá no século XVIII.

    Já o estilo rococó tem como característica o excesso de curvas caprichosas, a profusão de elementos decorativos como conchas, flores e folhagens, laços com o intuito de dar uma elegância requintada para as obras, cores claras, os tons pastéis e douramento, entre outras; a decoração é carregada, mas ao invés da dramaticidade pesada do barroco, o rococó traz alegria para suas obras.

O visitante também poderá ver na exposição a peça de João Batista que representa esse estilo que é talhada em madeira, policromada e com aplicação de folha de ouro que traz as referências do estilo.

Dentre as imagens de estilo neoclássico há o Bom Pastor que é uma representação de Jesus carregando uma ovelha em seus ombros baseada em algumas passagens bíblicas. A peça provoca exatamente o que o estilo neoclássico quer passar no observador, sensações de forte realismo, harmonia e exatidão, além da frieza, conseguida pelo artificialismo da composição que distancia o observador, tornando a pintura numa imagem simbólica.

    Através desta exposição o visitante terá contato com obras remanescentes que trazem consigo o requinte dos estilos barroco-rococó e neoclássico, presentes no Mato Grosso dos séculos XVIII e XIX.


Data da exposição: 04 de janeiro / final de fevereiro de 2013.
Horários de Visitação: 13h as 18h.
Agendamentos Escolares ou grupos: De Segunda a Sexta - feira das 09h as 12h e das 13h as 17h.



CRUCIFICAÇÃO

    A exposição Crucificação proporcionará ao visitante uma viagem através do universo da cruz, onde mostra exatamente o momento em que Jesus Cristo está na cruz do Calvário através dos crucifixos de diversas composições, tais como, metal, madeira e marfim datados dos séculos XVIII e XIX provenientes da Antiga Catedral do Senhor Bom Jesus de Cuiabá demolida em 1968, da Igreja Senhor dos Passos e da Igreja Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, além de peças do acervo pessoal de Dom Francisco de Aquino Corrêa onde cada crucifixo tem a sua particularidade.

    Um dos crucifixos que o visitante poderá apreciar é um de mesa em estilo barroco feito em madeira dourada com traves retangulares do século XVIII e proveniente da Igreja Nossa Senhora do Rosário e São Benedito. Ele traz uma imagem de Cristo talhada em madeira com pigmentação policromada e na base da cruz há um lírio d’água em formato de cálice voltado para baixo com aplicação de folha de ouro.

    O objetivo da exposição é levar ao conhecimento dos símbolos, cruz e crucifixo que apesar da variedade e diversidade de forma, modelo e tamanho, atinge o seu esplendor e conta um pouco sobre a história da cruz, do barroco, da arte sacra e resgata as expressões diversas que o crucifixo ganhou através das manifestações religiosas do povo mato-grossense. Ao apreciar tal exposição, o visitante verá não apenas o simbolismo usual da cruz, como instrumento de sofrimento e dor, bem como o resgate do sentido essencial da vida, da felicidade e da esperança.


Data da exposição: 04 de janeiro / final de fevereiro de 2013.
Horários de Visitação: 13h as 18h.
Agendamentos Escolares ou grupos: De Segunda a Sexta - feira das 09h as 12h e das 13h as 17h.









Nenhum comentário:

Postar um comentário